website creation software

Blog

As Sociedades Brasileiras de Reumatologia (SBR), de Dermatologia (SBD) e GEDIIB – Grupo de Estudos sobre Doenças Inflamatórias Intestinais reúnem, pel

Marte - 26 de Abril, 2017


  • Fórum Interdisciplinar de Biossimilares será realizado, pela primeira vez, em Brasília na última semana de julho, com participação de cerca de 600 profissionais de saúde.
  •  Os medicamentos biológicos são produzidos a partir de organismos vivos e revolucionaram o tratamento e o curso de algumas das mais complexas autoimunes. 
  • Hoje, já estão disponíveis medicamentos biológicos similares (biossimilares) às primeiras terapias dessa categoria.

A Sociedade Brasileira de Reumatologia, em parceria com a Brasileira de Dermatologia e com o GEDIIB, realiza dias 27 e 28 de julho, no Centro de Convenções de Brasília,  o Fórum Interdisciplinar de Medicamentos Biossimilares, com o objetivo de apresentar aos especialistas de todo o país os diferentes aspectos sobre o uso de medicamentos biossimilares no tratamento de doenças complexas de caráter autoimune – desde a conceituação ao uso clínico, na prática, de biossimilares bem como cenário regulatório, no Brasil e no mundo – além dos aspectos éticos no emprego clínico dos biossimilares e os desafios na aquisição pelo sistema público desses fármacos – a maioria de alto custo no pais.   A partir dos debates, as sociedades médicas devem gerar um documento com as principais questões que envolvem o tema.

Os medicamentos biossimilares são versões “similares” aos medicamentos biológicos originais, que há cerca de 20 anos passaram a fazer parte do arsenal terapêutico para tratamento de doenças autoimune complexas reumatológicas (como Artrite Reumatoide, Lúpus, entre outras), dermatológicas (Psoríase, Hidradenite Supurativa) e inflamatórias intestinais (Doença de Crohn e Retocolite Ulcerativa).   Os medicamentos biológicos e os biossimilares são produzidos ou derivados  de organismos ou células vivas, que são modificados para o tratamento de determinadas doenças. São constituídos por moléculas complexas e desenvolvidos em condições cuidadosamente controladas e monitoradas, exigindo múltiplas etapas para a sua elaboração (e posterior produção), até a obtenção de um produto consistente. Enquanto os medicamentos tradicionais sintetizados quimicamente apresentam uma estrutura molecular “simples”, os medicamentos biológicos têm estrutura molecular bastante complexa: enquanto uma aspirina tem um estrutura com 21 átomos, a insulina (também medicamento biológico) apresenta 787 átomos e um anticorpo monoclonal, mais de 168 milhões de moléculas.

“A complexidade da estrutura dos biológicos utilizados na terapia de doenças complexas tem suscitado o debate e controvérsias sobre os biossimilares.  Por isso, nós como sociedades médicas temos o compromisso com profissionais de saúde de abrir espaço para um amplo debate e proporcionar o compartilhamento de informações e experiências nacionais e internacionais”, afirma Dr. José Tupinambá, diretor científico da Sociedade Brasileira de Reumatologia, entidade coordenadora do Fórum.

O Fórum Interdisciplinar de Biossimilares é aberto a profissionais de saúde, mediante inscrição prévia e contará com palestrantes dos diversos segmentos envolvidos na questão – comunidade médica, representantes de grupos de pacientes, autoridades regulatórias e indústria – com participação de especialistas internacionais. 

 Começa hoje, em Brasília, Fórum Interdisciplinar de Biossimilares, realização conjunta de três sociedades médicas - a SBR, com Sociedade Brasileira de Dermatologia e GEDIIB - Grupo de Estudos de Doenças Inflamatórias Intestinais.

Mais informações, acesse https://t.co/CqSV720dj4 https://t.co/qtQpn1s79Bhttps://twitter.com/SBR_Reumato/status/1022847632077737984?s=17


Tópicos Recentes


© Copyright 2017 ARUR - Todos Direitos Reservados